Livro: Letramento Racial Crítico Através de Narrativas Autobiográficas – Como trabalhar em sala de aula com Diversidade Étnico-Racial

Livro: Letramento Racial Crítico Através de Narrativas Autobiográficas: Com atividades Reflexivas.

2015 capa letramento racial crítico [compactado]

Este livro tem o objetivo de analisar narrativas autobiográficas de identidades sociais de raça e as narrativas das experiências com racismo, raça e letramento racial crítico de professores de línguas. As narrativas autobiográficas que trago neste livro fazem parte de um projeto maior de pesquisa, no entanto, essas narrativas aqui analisadas e refletidas têm um caráter pedagógico e visam ser utilizadas por professores do ensino fundamental, médio e universitário para fins de reflexão em atividades em cursos de formação de professores, ou com professores cursando pós-graduação, e também as atividades podem ser adaptadas para serem utilizadas com alunos da educação básica (ensino fundamental e médio). O livro traz sugestões de como trabalhar com as questões de diversidade étnico-racial em sala de aula.

As narrativas passaram a existir nas minhas pesquisas quando fiz o meu mestrado (1999), no entanto foi no doutorado (2001) que foram geradas várias narrativas no formato de entrevistas e de relatos, em que os professores refletiam sobre formação de professores e perpassavam sobre experiências em sala de aula. As/os professoras/es trouxeram, em suas narrativas reflexivas, várias experiências com racismo. Quando finalizei o meu doutorado (2005), já com o conhecimento sobre a Teoria Racial Crítica (Critical Race Theory), que utilizei para a análise dos dados gerados na pesquisa, passei a utilizar esse referencial teórico nos cursos que ministro, pois um dos princípios da Teoria Racial Crítica é, especificamente, esse de utilizar narrativas, histórias, estórias, crônicas, autobiografias para tratar das questões de raça e racismo.

As narrativas autobiográficas foram escritas durante três anos (2011, 2012 e 2013), foram geradas 32 narrativas autobiográficas nas aulas que ministro na disciplina de “Formação de Professores de Línguas” no Programa de Mestrado em Linguagem, Identidade e Subjetividade (UEPG). Embora tenham sido geradas 32 narrativas autobiográficas sobre “Como você se deu conta de que o racismo existe.”, somente utilizo 16 narrativas autobiográficas neste livro, sendo que algumas aparecem na íntegra e outras foram reduzidas por mim. Utilizo-as como sugestões de práticas pedagógicas para exercitar o letramento racial crítico. As narrativas foram numeradas de 01 a 32 conforme foram sendo geradas. É por essa razão que há 16 narrativas autobiográficas, no entanto não estão numeradas de 01 a 16 e, sim, conforme foram geradas. Dessa forma, há 16 narrativas autobiográficas que variam do número 01 a 32. O livro tem mais de 240 atividades reflexivas para utilizar em sala de aula.

As narrativas autobiográficas foram escritas por professores que ministram aulas na educação básica (Ensino Fundamental e Médio) de escolas públicas e privadas, professores que ministram aulas no Ensino Superior público e privado e também professores que são graduados na área de Letras e que cursaram a disciplina que ministro no Programa de Mestrado em Linguagem, Identidade e Subjetividade da UEPG. Veja um vídeo de uma palestra sobre Letramento Racial Crítico.

Todas as narrativas autobiográficas utilizadas foram autorizadas para utilização. Mesmo assim, no entanto, retirei todos os nomes das pessoas e identifiquei apenas numericamente cada uma das narrativas autobiográficas. Os nomes das pessoas citadas nas narrativas autobiográficas também foram retirados ou são nomes fictícios.

O livro aborda questões sobre:

  • Igualdade Racial
  • Cultura Afro Brasileira.
  • Discriminação Racial.
  • Cultura Africana.
  • Consciência Negra.
  • Empoderamento Racial.
  • Preconceito Racial.
  • O que é o preconceito Racial.
  • Identidade.
  • Identidade Racial.
  • O que é o racismo.
  • Racismo na escola.

As narrativas autobiográficas foram escritas pelas professoras que participaram da disciplina que ministro no mestrado “Formação de Professores de Línguas” que neste livro chamo de “Letramento Racial Crítico”.

Fonte: Ferreira, Aparecida de Jesus. Letramento Racial Critico Através de Narrativas Autobiográficas: Com atividades Reflexivas. Ponta Grossa, Pr: Editora Estúdio Texto,  2015.

Para Adquirir o livro: Valor R$ 40,00

Na editora: Estúdio texto entre com contato com:

http://www.estudiotexto.com.br/portfolio/

Na Livraria Verbo em Ponta Grossa (Frente da UEPG):

Direto com a autora do livro entre em contato com:

[email protected]

 

Meus livros no Institute of Education – University of London

Entregando para a biblioteca do IoE – Institute of Education – University  of London, UK os meus livros.

Para maiores informações dos livros que deixei no IoE ver nos links que seguem:

http://bit.ly/adquirirlivrolrc
http://bit.ly/livrolrc
http://bitly.com/ajflivrosgratuitos
http://bit.ly/AJFlivrosArtigosInstitu
http://bit.ly/ajfacademiaedu

 

Brasília (UnB) – Palestra e Lançamento de Livros no ICCAL: Aparecida de Jesus Ferreira

O Congresso Internacional da Linguística Aplicada Crítica (International Congress of Critical Applied Linguistics — ICCAL) objetiva promover atualização, desenvolvimento e avanço teórico-pedagógicos compatíveis com a Linguística Aplicada Crítica.
http://iccal.com.br/Apresentação de pesquisa sobre Narrativas Autobiográficas de Identidades Sociais de Raça e Formação de Professores de Língua Inglesa.